Desenvolvimento

por Ricardo Di Santo

Desenvolvimento é uma área de especialidade da programação que interage com a área do design, cujo objetivo é construir páginas, sistemas ou aplicações que atendam a determinada necessidade. Sites, portais e aplicativos (apps) são exemplos de soluções que exigem técnicas e tecnologias de desenvolvimento.

Por padrão, o desenvolvimento é organizado em dois grandes setores, o Front-end e Back-end. Front-end pode ser compreendido como parte do sistema que interage diretamente com o usuário (client-side), isso porque todo processamento acontece no computador do usuário, já o Back-end pode ser compreendido como parte do sistema que é processado no servidor (server-side) e, uma vez processado, será entregue para o usuário na tela do seu computador.

Para exemplificar o desenvolvimento Front-end, podemos considerar recursos e tecnologias como: HTML, CSS, Javascript e as próprias imagens que ilustram o site. Todos esses recursos ficam guardados no servidor onde o site está hospedado e quando um usuário acessa a URL (endereço) do site, automaticamente, o navegador que está sendo usado faz uma requisição para o servidor entregar tais recursos e, assim, será impresso na tela do computador (monitor). O Front-end é organizado em camadas que são: conteúdo, estilização e interação. Isso permite que o desenvolvedor trate o código fonte. A primeira refere-se ao conteúdo do site ou aplicativo. Já a segunda, todo o recurso responsável pela estilização que, resumidamente, são os recursos que dão forma ao site ou aplicativo, tal como cores, estilos, tamanho de letra, cor da letra, alinhamento do texto e outras dezenas de possibilidades. E, por fim, a terceira camada responsável pela interação, recursos que respondem ao comportamento e ação do usuário, por exemplo, quando você digita algo errado e aparece um alerta, quando clica e arrasta um objeto na tela, jogos etc.

O Back-end, diferentemente do Front-end, é um desenvolvimento que manipula recursos que são processados diretamente no servidor e só após o processamento ser realizado é que será entregue para o usuário no seu monitor. Exemplos de linguagens de programação consideradas de Back-end são: PHP, ASP, Java (diferente de Javascript), ASP.NET, Python, Perl e Ruby. Além das linguagens de programação, existem os sistemas de banco de dados tais como: Oracle, SQL Server, MySQL e Postgree.

O trabalho de desenvolvimento é dirigido para criação de soluções ou para a customização de algumas já existentes. Exemplo disso são os sistemas disponíveis no mercado como Joomla, Wordpress, Drupal, Opencart, Prestashop e Magento. São sistemas complexos já desenvolvidos, de código aberto e que permitem níveis de personalização tanto visuais, quando suas funcionalidades.